Zoo de San Diego queima chifres de rinoceronte avaliados em US$ 1 milhão

Los Angeles, 8 Set 2016 (AFP) - Alguns chifres de rinoceronte, avaliados em US$ 1 milhão, foram queimados nesta quinta-feira (8) no Zoológico de San Diego, em um evento para alertar sobre o perigo da extinção dessa espécie dizimada pela caça.

"Esses chifres de rinoceronte queimados enviam uma mensagem às redes criminosas e aos compradores de chifres de rinoceronte que os Estados Unidos não vão tolerar o comércio ilegal", afirmou a diretora da Fundação Internacional de Rinocerontes, Susie Ellis, em um comunicado.

"A alta demanda desses produtos resulta em terríveis consequências para as espécies de rinocerontes. A queima de hoje deixa claro que os chifres não deveriam ser armazenados, muito menos fazer comércio com eles", completou.

Além de seus supostos poderes afrodisíacos, os chifres são compostos principalmente por queratina, o mesmo componente que tem nas unhas humanas.

Quênia e Moçambique já destruíram a maior parte de suas reservas de chifre de rinoceronte, e os conservacionistas pedem a outros governos que sigam esse caminho.

"Com o aumento do valor dos chifres de rinoceronte, as reservas representam um alto custo para o roubo", disse Ellis.

Funcionários do Zoológico de San Diego advertem que, se esse ritmo de caça ilegal continuar, os rinocerontes podem ser extintos em até 15 anos.

A queima desta quinta-feira, a primeira desse tipo nos Estados Unidos, é realizada a poucos dias do Dia Mundial do Rinoceronte, comemorado em 22 de setembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos