Obama adverte a Coreia do Norte com novas sanções por teste nuclear

Washington, 9 Set 2016 (AFP) - Os Estados Unidos estudarão, junto a seus aliados na ONU, novas sanções contra a Coreia do Norte, que reivindicou seu quinto teste nuclear, advertiu nesta sexta-feira o presidente Barack Obama, que denunciou uma "ameaça para a paz internacional".

"Nós chegamos a um acordo para trabalhar com o Conselho de Segurança da ONU (...) e a comunidade internacional para aplicar rigorosamente as medidas existentes impostas em resoluções precedentes e tomar medidas significativas suplementares, principalmente novas sanções", advertiu Obama, em um comunicado da Casa Branca.

A Coreia do Norte anunciou nesta sexta-feira que conseguiu detonar uma ogiva nuclear com capacidade de ser instalada em um míssil, no quinto teste nuclear da do país, que foi denunciado por Seul como um ato de "autodestruição" que mostra a "imprudência maníaca" de Kim Jong-Un.

O teste, o mais potente já realizado pelo Norte, de acordo com Seul, aumenta a tensão na península, onde as ambições nucleares e militares do isolado regime já foram condenadas em várias oportunidades pela comunidade internacional, com direito a duras sanções.

De acordo com a imprensa estatal norte-coreana, o teste desta sexta-feira permitiu a Pyongyang alcançar seu objetivo: miniaturizar uma ogiva nuclear para conseguir armar um míssil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos