Ao menos 14 mortos e 200 feridos por terremoto na Tanzânia

Dar es Salaam, 11 Set 2016 (AFP) - Pelo menos 14 pessoas morreram e 200 ficaram feridas no distrito de Bukoba, noroeste da Tanzânia, que sofreu com um terremoto no sábado.

"Até agora, temos a confirmação de que 14 pessoas morreram e 200 ficaram feridas. Elas estão sendo cuidadas (pelos serviços médicos) nos diferentes locais afetados pelo terremoto", declarou Deodatus Kinawilo, chefe do distrito de Bukoba.

Quinze alunos, internos de uma escola secundária, estão entre os mortos e feridos.

O balanço anterior citava 13 mortos e 203 feridos.

Foi programada uma cerimônia em memória às vítimas neste domingo, no estádio nacional Kaitabe de Bukoba, com a presença do primeiro-ministro do país, Kassim Majaliwa.

A Cruz Vermelha tanzaniana indicou que ao menos 270 casas foram destruídas em Bukoba e não há eletricidade. O principal hospital da cidade estava operando no limite de sua capacidade e só dispunha de uma reserva reduzida de medicamentos.

"O pessoal da Cruz Vermelha e seus voluntários fazem tudo o que podem para ajudar e apoiar os feridos e traumatizados", declarou Andreas Sandin, coordenador da organização para a África do leste.

"Saímos correndo imediatamente. Uma parte da minha casa foi destruída. Inclusive as pessoas mais velhas asseguram que nunca viveram um terremoto tão forte nessa região", declarou um morador do subúrbio de Bukoba, Jonathan Mbelwa, citado pelo jornal tanzaniano Habari Leo.

Um terremoto de 5,9 graus, de acordo com o Instituto Geológico dos EUA (USGS), atingiu, no sábado, a Tanzânia e países vizinhos como Ruanda, Burundi, Uganda e Quênia, e, de maneira mais fraca, a cidade de Bukavu, no leste da República Democrática do Congo (RDC).

Os terremotos são habituais na zona dos Grandes Lagos, mas raramente alcançam essa intensidade.

str-cyb/jlb/jvb/age/cb

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos