Homem é acusado na Austrália após agressão inspirada pelo EI

Sydney, 11 Set 2016 (AFP) - Um indivíduo "inspirado" pelo grupo Estado Islâmico (EI) foi acusado neste domingo em Sydney por agressão com uma faca, um ato que para a polícia australiana simboliza "a nova cara do terrorismo".

O suposto agressor, de 22 anos, foi acusado de tentativa de ato terrorista e de tentativa de homicídio depois de ter esfaqueado um homem de 59 anos em Minto, na região de Sydney, e provocado um ferimento grave.

"Sabemos que esta pessoa tem fortes convicções extremistas inspiradas pelo EI", afirmou a vice-comandante da polícia do estado de Nova Gales do Sul, Catherine Burn.

"Ignoramos o que o levou a agir ontem (sábado), mas esperamos que a investigação apresente respostas", completou.

O ministro da Justiça, George Brandis, afirmou que o vínculo com o EI foi estabelecido a partir de documentos encontrados e relacionados com o grupo extremista, mas sem revelar detalhes.

A vítima, que segundo a polícia não conhecia o agressor, foi ferida nas mãos e no corpo. Seu estado é considerado grave.

Brandis afirmou que o homem teria sido assassinado sem a intervenção rápida dos moradores do bairro, que agiram de de "forma heroica".

De acordo com a polícia, o suposto agressor não pertence a nenhum grupo extremista. Mas a ameaça que representa é um novo desafio para a segurança, destaca Burn.

"É a nova cara do terrorismo", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos