Ex-premiê Cameron também renuncia a assento de deputado

Em Londres

  • AFP

O ex-primeiro-ministro britânico David Cameron, que renunciou em junho ao perder o referendo sobre a União Europeia, disse nesta segunda-feira (12) que também abandona seu assento de deputado, em uma entrevista à rede de televisão ITV.

"Diante das circunstâncias de minha renúncia, não é realmente possível ser um deputado ordinário" e trabalhar pela circunscrição de Witney, no sul da Inglaterra, alegou Cameron, que defendeu a permanência do Reino Unido no bloco europeu no plebiscito de 24 de junho e foi derrotado.

"Tudo o que fizer se converterá em uma grande distração e em um desvio da atenção sobre o que o governo tem que fazer por este país", argumentou.

"Pensei sobre isso durante o verão e decidi que o correto é renunciar", disse o político de 49 anos, que disse que não sabe a que se dedicará a partir de agora.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos