Dois migrantes morrem afogados na Bulgária

Sófia, 13 Set 2016 (AFP) - Dois migrantes morreram afogados e quatro continuam desaparecidos após um naufrágio em 8 de setembro no rio Danúbio, informou nesta terça-feira a polícia de fronteira da Bulgária.

Os migrantes haviam iniciado a viagem na Turquia por esta nova rota, que passa pelo Danúbio para evitar a Sérvia, onde as autoridades reforçaram os controles fronteiriços.

"Quatro migrantes que dizem ser iraquianos conseguiram chegar à ilha de Dobrina (nordeste) na quinta-feira, após o naufrágio de uma das duas embarcações em que viajavam", afirmou Dimitar Chorbadjiev, comandante da polícia de fronteira na cidade de Ruse.

Os migrantes foram localizados por um pescador, que alertou a polícia.

No domingo, os corpos dos dois migrantes, um menino de cinco anos e um jovem, foram encontrados no Danúbio. As buscas por outras quatro vítimas, duas mulheres, uma criança e um homem, continuam, informou a polícia.

Os sobreviventes afirmaram que pagaram 10.000 dólares por adulto e 7.000 por crianças aos traficantes turcos.

Apesar da Bulgária ter uma cerca de 100 quilômetros em sua fronteira com a Turquia, o país registrou a chegada de 9.000 migrantes sem documentos em 2016, metade deles afegãos, mas também iraquianos e sírios, de acordo com a agência de refugiados do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos