EUA denunciam China na OMC por subsídios de cereais

Washington, 13 Set 2016 (AFP) - Os Estados Unidos Unidos denunciaram a China na Organização Mundial do Comércio (OMC) por seus "desleais" subsídios ao arroz, trigo e milho - disse o presidente Barack Obama nesta terça-feira (13).

Washington alega que a China subsidia a produção de grãos com US$ 100 bilhões, desrespeitando o admitido pela OMC.

"Quando outros países transgridem normas para prejudicar trabalhadores e agricultores americanos, devemos torná-los responsáveis", justificou Obama ao anunciar a denúncia.

A China é o maior produtor mundial de trigo e arroz do mundo e tem uma influência significativa nos mercados agrícolas mundiais.

O arroz, especialmente, tem ainda um profundo significado cultural e político no país asiático.

Ao anunciar a denúncia contra a China, funcionários americanos disseram que desde 2012 superou o nível de subsídio admitido para os preços de referência dos grãos.

"Esses programas distorcem os preços chineses, prejudicam os agricultores americanos e claramente passam dos limites que a China se comprometeu a respeitar ao se integrar à OMC", criticou o representante comercial dos Estados Unidos, Michael Froman.

O secretário americano da Agricultura, Tom Vilsak, declarou que "se a China concordasse em empreender um sistema comercial compatível com o da OMC", os Estados Unidos melhorariam suas exportações agrícolas anuais de US$ 20 bilhões.

Atualmente, a China estimula a autossuficiência agrícola e protege sua oferta. Os Estados Unidos dizem que Pequim ajuda os agricultores a produzirem a um custo menor, ganhando competitividade no mundo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos