Ajuda humanitária será teste da trégua na Síria, diz ministro francês

Kiev, 15 Set 2016 (AFP) - O ministro francês das Relações Exteriores, Jean-Marc Ayrault, declarou nesta quarta-feira (14) que a ajuda humanitária será um "teste-chave" da solidez do acordo russo-americano sobre a Síria e advertiu contra qualquer ataque à oposição moderada.

"O teste é a chegada da ajuda humanitária (às populações sitiadas). Isso vai ser determinante, em particular em Aleppo (...) Caso contrário, o anúncio de um cessar-fogo não será crível", disse Ayrault a jornalistas durante uma visita a Kiev.

Os comboios de ajuda que devem abastecer as zonas cercadas continuam bloqueados, apesar da entrada em vigor, nesta segunda, de uma trégua iniciada por Rússia e Estados Unidos. O acordo provisório permitiu uma redução significativa da violência.

O chanceler francês mostrou prudência quanto ao acordo russo-americano, ressaltando que Washington não comunicou a seus aliados "em detalhe". Disse ainda que não deve ser aplicado às custas da oposição moderada.

vl/plh/jmr./tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos