Mercosul bloqueia presidência da Venezuela e ameaça excluí-la do bloco

Rio de Janeiro, 14 Set 2016 (AFP) - Os quatro países fundadores do Mercosul - Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai - decidiram assumir de forma conjunta a presidência do Bloco, bloqueado o turno da Venezuela, e exortaram a República Bolivariana a cumprir com "suas obrigações" até 1º de dezembro, sob pena de suspensão, anunciou o Itamaraty na noite desta terça-feira.

Uma declaração firmada pelos chanceleres dos quatro países "estabelece que a presidência do Mercosul no atual semestre não será transmitida à Venezuela, e sim exercida mediante a coordenação entre Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai", e adverte o governo de Nicolás Maduro que seu país será "suspenso do Mercosul" caso não adote as normas e acordos vigentes no bloco em matéria de "ordenamento jurídico".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos