Presidente da Comissão Europeia diz que Brexit não ameaça a UE

Estrasburgo, França, 14 Set 2016 (AFP) - O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, afirmou nesta quarta-feira que a decisão britânica de abandonar a UE "não ameaça" a existência do projeto europeu, em seu discurso sobre o "Estado da União" na Eurocâmara.

"Respeitamos, e também lamentamos, a decisão britânica, mas isto não ameaça a UE", declarou Juncker, que expressou o desejo de alcançar um acordo com Londres o mais rápido possível para sua saída.

No dia 23 de junho, os britânicos decidiram em um referendo abandonar a União Europeia, uma decisão que abriu uma nova crise no bloco, que pela primeira vez em sua história enfrenta o processo de saída de um país membro.

Para negociar a saída, o governo britânico, que no entanto deseja permanecer no mercado interno europeu com algumas condições, ainda precisa comunicar oficialmente a decisão à UE. A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou que isto não deve acontecer em 2016.

"Gostaríamos de alcançar um acordo rápido para a saída do Reino Unido", destacou Juncker.

O presidente do Executivo europeu defendeu a livre circulação de pessoas como uma parte inegociável do mercado interno europeu, medida criticada durante a campanha do referendo britânico pelos defensores da saída da UE.

"Temos que dar àqueles que desejam a livre circulação o que pedem em termos de mercado, mas quando também existe (livre circulação) de pessoas. Não pode existir livre circulação a la carte", destacou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos