EUA preocupados com bloqueio de ajuda da ONU na Síria

Washington, 15 Set 2016 (AFP) - Os Estados Unidos assinalaram nesta quinta-feira (15) que o cessar-fogo na Síria se mantém apesar das violações de ambos os lados, mas expressaram sua preocupação com um comboio de ajuda da ONU que continua bloqueado.

O porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner, defendeu o segredo que cerca o acordo alcançado entre Rússia e Estados Unidos, após a França reclamar de que os termos não foram colocados às claras.

Na semana passada, o secretário de Estado americano, John Kerry, e o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, acordaram pressionar as partes em conflito na Síria para que cessem a luta e permitam a entrada de ajuda.

A Rússia teve que convencer o presidente sírio, Bashar al-Assad, a aceitar o acordo, enquanto os Estados Unidos ficaram responsáveis por negociar com os grupos rebeldes que formam a coalizão opositora.

Uma vez que Moscou e Washington entraram em acordo para que o cessar-fogo se mantenha por sete dias consecutivos, eles estão abertos a articular uma unidade conjunta para coordenar ataques dos Estados Unidos e Rússia contra os grupos extremistas.

A trégua entrou em vigou na segunda-feira à noite (12), mas Toner se recusou a detalhar quando começará a cooperação.

"Certamente ainda não estamos lá", assinalou. "É claro que o objetivo é chegar a 100% de redução da violência. Mas ainda não chegamos lá e não estamos afirmando que chegamos".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos