Trump corteja latinos em Miami

Miami, 17 Set 2016 (AFP) - O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, buscou nesta sexta-feira, em Miami, recuperar parte do eleitorado hispânico da Flórida, que lhe deu dramaticamente as costas e é crucial para a vitória em 8 de novembro.

Trump cortejou especialmente os afro-americanos, os cubanos e os venezuelanos em um estado onde tem o apoio de apenas 9,1% dos hispânicos, segundo pesquisa da Universidade Internacional da Flórida.

"Aos afro-americanos: O que vocês têm a perder?! Não poderiam estar pior!" - argumentou Trump em discurso para cerca de 4 mil pessoas reunidas no teatro James L. Knight Center de Miami.

O eleitorado afro-americano é tradicionalmente democrata.

Trump também prometeu rigor com os governos de Cuba e Venezuela e criticou a abertura promovida pelo presidente Barack Obama: "vamos apoiar o povo cubano em sua luta contra a opressão comunista".

O republicano também prometeu apoiar "todos os povos oprimidos do hemisfério" e declarou que os venezuelanos "desejam ser livres, querem ajuda, seu sistema é ruim, mas sua gente, maravilhosa".

Com mais de 20 milhões de habitantes, a Flórida é o terceiro estado mais povoado dos EUA e sua diversidade a tornam eleitoralmente imprevisível. Em geral, o sul é democrata e o centro e o norte, republicanos.

A última pesquisa da Universidade Quinnipiac revela que Hillary Clinton e Trump estão empatados na Flórida, com 47% das intenções de voto cada um.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos