A coalizão internacional bombardeia uma posição do exército sírio

Damasco, 17 Set 2016 (AFP) - A coalizão dirigida pelos Estados Unidos bombardeou uma posição do exército sírio no leste do país neste sábado, segundo um comunicado das forças armadas lido em uma rede de televisão pública.

"Caças de guerra da coalizão bombardearam uma das posições do exército sírio (...) perto do aeroporto de Ezzor", indicou o comunicado, ressaltando que havia baixas, embora sem informar detalhes.

Pouco depois, o exército russo confirmou que 62 soldados foram mortos em um ataque.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) assegurou que foram pelo menos 30 militares mortos.

O aeroporto de Deir Ezzor, no leste da Síria, está cercado por combatentes do grupo Estado Islâmico (EI).

Na Síria está vigente uma trégua negociada pelos Estados Unidos e Rússia desde segunda-feira, embora esteja sendo violada.

Essa trégua abrange o exército sírio e os grupos rebeldes, mas não os considerados mais extremistas, o EI e a frente Fateh al Sham.

As posições do EI são consequência regularmente bombardeadas pela coalizão liderada por Estados Unidos e pela Rússia.

O bombardeio em Deir Ezzor "é um ataque ousado e perigoso contra o Estado e o exército sírio, e uma clara evidência de que os Estados Unidos e seus aliados apoiam o grupo terrorista Daesh", diz o comunicado sírio, referindo-se ao EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos