'Esteban', o rapper das Farc que canta pela paz na Colômbia

El Diamante, Colombia, 18 Set 2016 (AFP) - Aos 26 anos e com a metade de sua vida nas Farc, Esteban, que encantou com seu rap na conferência da guerrilha deste fim de semana, sabe bem o que quer fazer quando a paz for assinada na Colômbia: "cantar".

Hoje cantei "de coração" pela paz, disse à AFP este integrante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), depois de se apresentar na noite de sábado no palco da Décima Conferência Nacional Guerrilheira, que deve ratificar a paz alcançada com o governo.

"Estou muito feliz de saber que finalmente vamos descansar desta guerra (...). Somos todos irmãos, não deveríamos nos matar", acrescentou Esteban, um afro-colombiano procedente de Cali, onde aprendeu a ser rapper.

Este é o desejo e a mensagem da música deste integrante do Bloco Oriental das Farc, que foi convidado ao palco pelo Alerta Kamarada, o grupo que inaugurou as apresentações diárias de bandas musicais no evento guerrilheiro.

"Estamos muito orgulhosos de ter podido cruzar seu caminho", disse Pablo Araoz, guitarrista deste grupo de reggae de Bogotá, famoso por seu discurso de reivindicação social.

Alerta Kamarada conheceu Esteban apenas ao chegar ao enclave da conferência, na remota região El Diamante, no Caguán, tradicional reduto das Farc no sudeste da Colômbia.

"Quando estávamos testando o som, cantando a cúmbia do amor, Esteban subiu e cantou seu rap e mostrou seu 'flow' e ficamos apaixonados por seu estilo. E dissemos a ele: 'Você tem que estar conosco no show'", contou Araoz, destacando seu "talento digno de ser conhecido".

Embora tenha reconhecido que não é fácil chegar através do reggae a um grupo de camponeses que está acostumado a outras músicas, ressaltou que o momento que a Colômbia vive mostra que já "não existem fronteiras", e guerrilheiros urbanos e camponeses não estão mais tão distantes.

"Campo e cidade juntos porque vamos de mãos dadas. Todos somos colombianos", enfatizou.

- "Colaboradores da paz" - Centenas de guerrilheiros acompanhavam entusiasmados o espetáculo diante do enorme palco com três telões instalado no amplo prédio onde a conferência é realizada.

Entre os que dançavam havia representantes da equipe da guerrilha que desde novembro de 2012 negociou a paz com o governo de Juan Manuel Santos, e delegados de todo o país que acompanham o encontro, que deve aprovar nesta semana o acordo para colocar fim a mais de meio século de conflito armado.

"O jovem Esteban é uma maravilha", disse "Gabriel", de 35 anos, um dos combatentes que assistia ao show junto a sua namorada.

Para este guerrilheiro, não há dúvida da importância do acordo de paz. "Para o povo colombiano é muito importante sair deste conflito que já dura mais de 50 anos", comentou.

A conferência das Farc, a primeira da guerrilha criada em 1964 que é autorizada pelo governo e aberta à imprensa, também planeja iniciar a transição para se converter em um movimento político sem armas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos