Mulher recorre à justiça para poder virar homem nos Emirados Árabes

Abu Dhabi, 20 Set 2016 (AFP) - Uma mulher de 29 anos recorreu à justiça para obter o direito de passar por uma operação de mudança de sexo, um fato sem precedentes nos Emirados Árabes, informou a imprensa.

O advogado da mulher, que recorreu ao tribunal de primeira instância de Abu Dhabi, explicou que sua cliente jamais se sentiu pertencer ao gênero feminino.

"Desde que tinha três anos, se sente um homem", afirmou Ali al Mansuri, citado pelo jornal Gulf News.

O advogado diz que uma 'fatwa' (opinião religiosa) da Autoridade para Assuntos Religiosos, emitida em 5 de março de 2013, autoriza "as intervenções médicas apropriadas para remediar uma anomalia no corpo de uma pessoa, que conduz a uma ambiguidade na definição de seu sexo".

Uma audiência sobre este caso será realizada em 28 de setembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos