Presidente iraniano acusa EUA de descumprir acordo nuclear

Nações Unidas, Estados Unidos, 22 Set 2016 (AFP) - O presidente do Irã, Hassan Rohani, usou nesta quinta-feira a tribuna das Nações Unidas para convocar os Estados Unidos a respeitar sua parte do acordo nuclear assinado no ano passado entre as grandes potências e a república islâmica.

"A falta de respeito (ao acordo) por parte dos Estados Unidos há vários meses é um enfoque errôneo que deve ser retificado imediatamente", declarou ante o plenário da Assembleia Geral da ONU em Nova York.

O descumprimento "debilitará ainda mais a credibilidade dos Estados Unidos" no mundo e o país norte-americano será condenado pela comunidade internacional, acrescentou.

Criticou uma decisão da Suprema Corte americana que permite a apreensão de ativos iranianos, e estimou que "grupos de pressão sionistas" forçam o Congresso a "adotar leis indefensáveis" e "violar normas legais internacionais".

Concluído em julho de 2015 entre o Irã e as grandes potências (Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha), o acordo nuclear entrou em vigor em meados de janeiro.

O pacto permitiu a eliminação de algumas sanções internacionais impostas ao Irã em troca do compromisso de Teerã de limitar seu programa nuclear ao setor civil e de não desenvolver armas atômicas.

Mas desde que entrou em vigor e apesar da eliminação das sanções, Teerã acusa Washington de pressionar os grandes bancos para que não trabalhem no Irã.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos