Shimon Peres era um 'criminoso' para o Hamas

Ramallah, Territórios palestinos, 28 Set 2016 (AFP) - Um porta-voz do Hamas comemorou nesta quarta-feira a morte do ex-presidente israelense Shimon Peres, enquanto a Autoridade Palestina, reconhecida internacionalmente, permanecia em silêncio.

Na Faixa de Gaza, um porta-voz do movimento islamita Hamas, que controla o território, declarou que "o povo palestino está feliz pela morte deste criminoso". "Shimon Peres foi um dos últimos fundadores israelenses da ocupação, sua morte representa o fim de uma era na história da ocupação israelense", declarou à AFP Sami Abi Zuhri.

Os líderes da Autoridade Palestina, estabelecida em Ramallah, na Cisjordânia ocupada, e criada após os acordos de Oslo, dos quais Peres foi um dos impulsionadores, permaneciam, por sua vez, em silêncio, apesar de ser solicitados reiteradamente.

A agência oficial palestina Wafa limitou-se a anunciar a morte do político, sem fazer mais comentários.

sa-sbh/lal/jri/es/ma

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos