Washington ameaça congelar cooperação com Moscou na Síria

Washington, 28 Set 2016 (AFP) - O secretário de Estado americano John Kerry ligou para seu colega russo Sergei Lavrov e advertiu que Washington colocará fim à cooperação na Síria a menos que Moscou detenha os ataques contra Aleppo.

"Ele informou ao ministro das Relações Exteriores que os Estados Unidos se preparam para suspender a cooperação bilateral EUA-Rússia na Síria... a menos que a Rússia dê passos imediatos para terminar com o sítio a Aleppo e restaurar o cessar das hostilidades", assinalou o departamento de Estado.

Kerry e Lavrov lideraram esforços para colocar fim a cinco anos de guerra civil na Síria e, em 9 de setembro, acertaram um cessar-fogo.

Moscou devia ordenar ao seu aliado, o presidente sírio Bashar al-Assad, que controlasse suas forças militares e colocasse fim aos bombardeios contra civis, e Washington se comprometeu em persuadir os rebeldes a se afastar do grupo jihadista Fateh al-Sham, ex-aliado da Al-Qaeda, antes conhecido como Frente Al-Nusra.

Mas os confrontos continuaram e a trégua foi rompida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos