Palestino morto na Cisjordânia após apunhalar israelense

Jerusalém, 30 Set 2016 (AFP) - Um membro dos serviços de segurança israelenses ficou gravemente ferido nesta sexta-feira (30) à noite em Qalandia, na Cisjordânia ocupada, por um palestino que foi morto, anunciou um porta-voz da polícia.

O agressor, de 28 anos e oriundo de Jerusalém, se aproximou a pé do controle de estrada israelense e atacou com uma faca um membro dos serviços de segurança, que foi levado a um hospital. Seus colegas dispararam contra o atacante e o mataram, acrescentou a polícia, sem informar a identidade do palestino.

A violência em Jerusalém, nos territórios palestinos e em Israel já custou a vida de 231 palestinos, 34 israelenses, dois americanos, um jordaniano, um eritreu e um sudanês desde o dia 1º de janeiro de 2015, segundo a AFP.

A maioria dos palestinos mortos preparava ou tentava preparar ataques contra israelenses, muitos com armas brancas.

A localidade de Qalandia, controlada militarmente por Israel, fica na Cisjordânia, ocupada há quase 50 anos. Muitos de seus habitantes dispõem do status de residente em Israel, uma permissão entregue aos palestinos que vivem na parte leste de Jerusalém, ocupada e anexada pelo Estado hebreu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos