Líbia: jornalista holandês morre na cobertura de combates em Syrte

Trípoli, 2 Out 2016 (AFP) - O fotógrafo holandês Jeroen Oerlemans foi morto na Líbia, neste domingo (2), durante a cobertura dos combates entre as forças do Governo de União Nacional (GNA) e as grupo extremista Estado Islâmico (EI) em Syrte - anunciou uma fonte médica consultada pela AFP.

"Um jornalista holandês foi morto hoje, atingido no peito por um franco-atirador do EI, quando cobria os combates em Syrte", disse à AFP o médico Akram Gliwan, porta-voz do Hospital Central de Misrata, onde são tratados os feridos das forças pró-governo.

O corpo de Jeroen Oerlemans "se encontra no hospital" da cidade de Misrata, cerca de 200 km ao oeste de Syrte, acrescentou Gliwan.

O semanário belga Knack, para o qual Oerlemans trabalhava, entre outros meios, confirmou o óbito.

Neste domingo, os combates entre extremistas e forças pró-governo ao redor de Syrte deixaram 18 mortos, dos quais dez nas fileiras do EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos