Arábia Saudita adota calendário gregoriano para pagar funcionários

Riade, 3 Out 2016 (AFP) - Os funcionários públicos da Arábia Saudita receberão seus salários agora de acordo com o calendário gregoriano e não o islâmico para que o mês de trabalho seja mais longo, dentro de um plano de cortes, informou a imprensa,

A mudança, aprovada na semana passada pelo gabinete de ministros, harmoniza o pagamento dos funcionários com o calendário fiscal do governo, de janeiro a dezembro.

A Arábia Saudita, o primeiro exportador mundial de petróleo, realiza um plano de cortes e reestruturação de sua economia para enfrentar a queda do preço do barril, sua principal fonte de renda.

O calendário islâmico tem 12 meses de 29 ou 30 dias, dependendo dos ciclos lunares, de maneira que tem vários dias a menos que no calendário gregoriano, o mais usado no mundo.

Na semana passada, o gabinete também aprovou um corte de 20% dos salários dos ministros e congelamento de salários dos funcionários públicos.

A Arábia Saudita tem quase o dobro de funcionários públicos que no setor privado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos