Barco com imigrantes da Líbia tinha mais de 22 mortos

A bordo do barco Astral, Italie, 4 Out 2016 (AFP) - Mais de 22 imigrantes que viajavam em uma embarcação frente à costa líbia morreram, nesta terça-feira (4), a maioria por asfixia - constatou um fotógrafo da AFP que conseguiu subir no navio.

"Era um barco de madeira e havia cerca de mil pessoas em três andares. Eu subi e consegui contabilizar 22 mortos, mas havia mais no porão", relatou por telefone o fotógrafo da AFP Aris Messinis, que embarcou no "Astral", o barco da ONG espanhola ProActiva Open Arms.

Às 22h locais (17h, horário de Brasília), os socorristas do Astral deram lugar a membros da Marinha Italiana para retirar os sobreviventes e recuperar os corpos, contou o repórter.

Procurada pela AFP, a Marinha Italiana não deu declarações.

Na segunda-feira (3), mais de 6.000 pessoas foram resgatadas em uma operação da Guarda Costeira, com apoio de navios militares e de embarcações de organizações humanitárias - entre elas Médicos Sem Fronteiras (MSF), SOS Mediterrâneo, Save the Children e ProActiva Open Arms.

A maioria dos navios havia retornado à Itália para levar os migrantes resgatados. Com isso, o barco da ONG ProActiva Open Arms teve de se encarregar sozinho da emergência.

O Astral começou seus trabalhos de resgate nesta terça-feira (4) ao amanhecer e continuou trabalhando até o cair da noite, ajudando vários botes infláveis e o já sobrecarregado barco pesqueiro.

"Havia pânico a bordo, pessoas que saltavam na água", descreveu o fotógrafo.

No início, a ONG foi assistida apenas por um avião militar espanhol, que lançou coletes salva-vidas. Depois do meio-dia, um navio militar italiano participou do resgate.

Responsável pela coordenação dos trabalhos de resgate nas águas internacionais, a Guarda Costeira anunciou, às 19h locais (14h, horário de Brasília), que foram lançadas cerca de 30 operações de salvamento na costa líbia, nesta terça.

Do total, apenas metade havia sido concluída, e 1.800 pessoas foram resgatadas.

pho-fcc/fjb/an/pr/tt

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos