Mais de 300 migrantes se dirigem à Hungria para entrar na UE

Belgrado, 4 Out 2016 (AFP) - Mais de 300 migrantes iniciaram nesta terça-feira uma marcha de Belgrado em direção à fronteira húngara com a esperança de ingressar na União Europeia (UE), dois dias depois do referendo anti-imigração na Hungria, invalidado por falta de quórum.

O grupo, escoltado pela polícia, chegou na tarde desta terça-feira a Zemun, a noroeste de Belgrado, informou a televisão estatal (RTS) em seu site.

Antes, estes migrantes protestaram brevemente no centro de Belgrado contra as medidas anti-imigrantes da Hungria, e pediram para entrar livremente em território da UE.

"Precisamos de água e alimentos, pedimos que as fronteiras sejam abertas", afirmava um cartaz.

O número de migrantes bloqueados na Sérvia aumentou desde que a Hungria adotou em julho uma lei que permite devolver à fronteira os migrantes detidos em um raio de 8 km em seu território.

Segundo a ONU, mais de 5.500 pessoas estão atualmente bloqueadas na Sérvia, que tem uma capacidade de acolhida para entre 6.000 e 7.000 pessoas.

O presidente sérvio, Tomislav Nikolic, expressou na segunda-feira sua preocupação pela situação e se referiu à necessidade de "fechar a fronteira aos migrantes" se eles continuarem chegando à Sérvia sem a possibilidade de prosseguir seu caminho em direção à Europa Ocidental.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos