Putin pede ao novo parlamento que torne a Rússia um país forte

Moscou, 5 Out 2016 (AFP) - O presidente russo Vladimir Putin pediu nesta quarta-feira aos novos deputados eleitos nas recentes legislativas, que confirmaram o controle do Kremlin sobre a Duma (câmara baixa), que cumpram com a missão histórica da Rússia, a de ser "um país forte".

A primeira sessão parlamentar na Rússia acontece num contexto de forte degradação das relações entre Moscou e os países ocidentais, principalmente por causa do conflito na Síria.

"Devemos reforçar a segurança e as capacidades de defesa de nosso país", declarou Putin, enfatizando a necessidade de "defender a posição da Rússia no cenário mundial".

As primeiras tarefas dos 450 deputados - 75% deles pertencem ao partido Rússia Unida, de Putin - primam por este clima de confronto entre russos e ocidentais.

Dessa forma, os parlamentares devem referendar com prioridade duas decisões do Kremlin: a suspensão do acordo assinado no início do século com Washington sobre a reciclagem de toneladas de plutônio procedentes de ogivas nucleares, e a criação, em setembro de de 2015, da base aérea permanente de Hmeimim na Síria, que é utilizada pela aviação russa há um ano para realizar bombardeios aéreos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos