Designer que acusa Rihanna de plágio perde o processo

Paris, 6 Out 2016 (AFP) - O designer americano James Clar perdeu nesta quinta-feira um processo em Paris contra a cantora Rihanna, que ele acusava de ter copiado uma de suas instalações em um videoclipe.

Em 2006, o designer criou uma obra, com o título "You and me", composta por uma placa suspensa horizontalmente com a palavra "you" em letras de madeira e tubos fluorescentes.

No vídeo da canção "Rockstar 101", de Rihanna, aparecem as palavras "rock" e "star", de uma forma que, segundo James Clar, seria um plágio da sua obra.

O tribunal correcional de Paris considerou que não existe qualquer cópia ilegal, depois de examinar as "impressões gerais" das duas obras.

Apesar de algumas semelhanças, as diferenças são maiores. O "You and me" de James Clar evoca uma "relação entre duas pessoas" e é uma obra "fixa", feita para "durar no tempo", afirmou a presidenta do tribunal.

O "Rock star", que aparece por apenas alguns segundos no videoclipe de Rihanna, é efêmero e "glorifica apenas uma pessoa".

Rihanna está livre da acusação e a o processo de James Clar, que pedia cinco milhões de euros por danos e prejuízos, foi extinto.

O tribunal também rejeitou um pedido da cantora, que pedia 100.000 euros por danos e prejuízos por procedimento abusivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos