Explosão perto de delegacia de polícia em Istambul deixa 10 feridos

Istambul, 6 Out 2016 (AFP) - Ao menos 10 pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira na explosão de uma bomba presa a uma motocicleta perto de uma delegacia de polícia de Istambul, no último ataque de uma série lançada na grande metrópole turca.

O governador de Istambul, Vasip Sahin, disse que o ataque, que deixou 10 feridos, foi provocado com um veículo-bomba por um criminoso que havia fugido, ferindo exclusivamente civis.

O ataque desta quinta-feira é o primeiro reportado em Istambul desde o golpe de Estado frustrado de 15 de julho.

Este incidente foi registrado no distrito de Yenibosna, no lado europeu de Istambul, não muito longe do aeroporto Ataturk, o principal aeródromo internacional da cidade, informou a rede CNN-Turk.

Um balanço anterior reportou cinco feridos.

Imagens divulgadas pelas redes de televisão turcas mostravam veículos danificados pela explosão e cacos de vidro espalhados no chão.

Várias ambulâncias chegaram ao local dos incidentes e este setor da cidade foi isolado pela polícia, que temia um novo ataque.

Testemunhas citadas pelas redes de televisão turcas disseram ter ouvido uma violenta explosão seguida por disparos.

Nos últimos meses ocorreram vários atentados na Turquia, alguns atribuídos ao grupo extremista Estado Islâmico (EI) e outros reivindicados pela rebelião curda.

Devido ao fato de a cidade ter vivido ataques tanto de extremistas quanto de militantes curdos este ano, o governador acrescentou que são realizadas investigações para determinar se alguma organização está por trás deste incidente.

"Trabalha-se para saber se o fato está relacionado a algum grupo terrorista", disse o governador aos jornalistas depois de visitar o local onde o ataque ocorreu.

"Estamos examinando detalhadamente as imagens das câmeras" de vídeo.

Meios de comunicação indicaram que foi iniciada uma operação de buscas por um suspeito que usava um casaco preto e fugiu do local após o ataque.

Várias ambulâncias foram enviadas ao local, indicou a televisão CNN-Turk.

"Há poeira por toda parte"A força da explosão destruiu os vidros da delegacia de polícia.

"Foi terrível. Não tenho palavras", disse uma testemunha, Metin Alev, à CNN-Turk. "Há poeira por toda parte", disse esta pessoa que estava a apenas algumas dezenas de metros do local.

A Turquia vivenciou uma onda de sangrentos atentados em suas duas maiores cidades, deixando dezenas de pessoas mortas e colocando o país em alto nível de alerta de segurança.

Os militantes curdos realizaram dois mortíferos atentados em Ancara, e suspeita-se que terroristas suicidas do EI tenham atacado Istambul em três ocasiões.

Em junho, 47 pessoas morreram em um triplo atentado suicida e em um ataque com tiros no aeroporto Ataturk de Istambul, que as autoridades suspeitam que foi obra do EI.

Cinquenta e sete pessoas, 34 delas crianças, morreram em agosto em um ataque suicida lançado por um indivíduo relacionado aos extremistas do EI em um casamento na localidade turca de Gaziantep (sudeste).

O país também viveu um golpe de Estado frustrado no dia 15 de julho, que segundo o governo foi inspirado pelo pregador islamita residente nos Estados Unidos Fethullah Gulen, o que desencadeou um amplo expurgo de seus seguidores em todas as instituições do Estado.

A mesma delegacia de polícia de Yenibosna havia sido atacada em 2012 em um atentado atribuído pelas autoridades à Frente Revolucionária de Libertação do Povo (extrema-esquerda).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos