Centenas protestam na França contra acolhida a refugiados

Marselha, 8 Out 2016 (AFP) - Centenas de pessoas se manifestaram neste sábado em cidades e vilarejos da França para se opor à abertura de centros de acolhida a imigrantes, uma medida contemplada pelo governo após o desmantelamento do amplo campo de refugiados de Calais (norte).

Em Pierrefeu-du-Var (sudeste), de 6.000 habitantes, a criação de um abrigo para 60 solicitantes de asilo divide a população.

Uma manifestação foi organizada pelo município e outra pelo partido de extrema-direita Frente Nacional. Umas 1.200 pessoas aderiram às duas. Outra marcha, favorável à acolhida, reuniu apenas 250 pessoas.

Na região de Paris, a chegada, na segunda-feira, de 44 afegãos a Forges-les-Bains, de 3.700 habitantes, provocou o protesto de 250 vizinhos.

"Vão ficar entediados aqui, não há nada para fazer", garantiu Franck, de 52 anos. "Teria sido melhor famílias que quisessem se integrar", lamentou, em alusão ao grupo de refugiados, formado exclusivamente por homens.

Os vizinhos manifestaram sua inquietação porque perto do centro de acolhida há escolas. Duas câmeras de vigilância foram instaladas em frente ao centro e estes centros educacionais.

Em Montpellier (sudeste), os defensores da dispersão dos migrantes foram quase tão numerosos quanto os antirrefugiados, com uma centena de pessoas em cada grupo.

Os planos do governo socialista francês são de fechar o campo de Calais e distribuir em todo o território os 9.000 migrantes que superlotam a "Selva", como o local ficou conhecido popularmente.

bur-jp/cr/mm/blb/mr/jz/mvv

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos