Draghi: Brexit gera dúvidas sobre perspectiva de crescimento europeu

Washington, 8 Out 2016 (AFP) - O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, disse neste sábado que o voto do Reino Unido pelo Brexit colocam em dúvida as perspectivas de médio prazo sobre o crescimento da Eurozona.

Na reunião anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial, Draghi disse que seria muito otimismo achar que o Brexit não terá consequências.

"Especialistas notaram que o efeito de curto prazo sobre o referendo no Reino Unido foram menos dramáticos do que o esperado", disse.

"Mas pensar que não haveria qualquer consequência seria esperar muito", completou, explicando que a extensão das consequências dependerá do tempo que vai levar a saída britânica da União Europeia.

"Certamente essa é outras das incertezas que ensombrecem o panorama do crescimento", afirmou.

A declaração parece um reconhecimento implícito de que participantes das reuniões discutiram privadamente essa questão e a queda sofrida na sexta-feira pela libra esterlina em relação ao dólar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos