Eurodeputado britânico deixa hospital após briga

Londres, 9 Out 2016 (AFP) - O eurodeputado britânico Steven Woolfe, favorito para dirigir o partido de extrema-direita UKIP, deixou neste domingo o hospital de Estrasburgo, leste da França, onde havia sido internado após uma briga com um correligionário, indicou um porta-voz do UKIP.

"Steven Woolfe saiu neste domingo do hospital de Estrasburgo. Ele se concentra em sua recuperação e não fará nenhum comentário hoje", disse à AFP um porta-voz do UKIP.

O eurodeputado Nigel Farage, líder provisório do Partido para a Independência do Reino Unido (UKIP), havia anunciado na sexta-feira uma investigação sobre a briga entre dois eurodeputados na sede do Parlamento Europeu.

Em uma entrevista ao jornal Daily Mail, Woolfe, de 48 anos, favorito a suceder o renunciante Farage, explicou que Mike Hookem, um soldado aposentado de 62 anos, lhe deu um soco após uma discussão acalorada.

A briga estaria relacionada à decisão de Woolfe de confirmar que lutará pela liderança do UKIP depois de ter flertado com a ideia de passar ao Partido Conservador.

Mas Hookem desmentiu estas declarações. "Não bati em Steven e não o vi bater a cabeça", declarou à BBC.

Um dos amigos de Hookem declarou ao jornal que se tratou apenas de uma discussão verbal.

O incidente foi registrado após a renúncia, na semana passada, de Diane James à liderança do UKIP, cargo que havia assumido em setembro.

Nigel Farage, que renunciou à liderança do UKIP em julho, após a vitória do Brexit, considerando que havia cumprido com seu objetivo, assumiu a direção interina aguardando a eleição de um novo líder que, espera, seja Woolfe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos