Acusada de inventar roubo, Kardashian denuncia site por difamação

Los Angeles, 12 Out 2016 (AFP) - Kim Kardashian denunciou o site Mediatakeout.com por difamação, nesta terça-feira (11), depois de ter publicado que a celebridade americana inventou ter sido amarrada em Paris, durante um assalto a mão armada, no qual roubaram 10 milhões de dólares em joias.

Segundo o texto da ação apresentada em um tribunal de Manhattan, em Nova York, "depois de ter sido vítima de um roubo armado horrível e traumático na França, Kim Kardashian retornou aos Estados Unidos para, desta vez, ser vítima de uma página de Internet que publicou uma série de artigos, no início de outubro, que a classificam de mentirosa e ladra".

O Mediatakeout.com afirmou que a mulher do rapper Kanye West "inventou ter sido vítima de um roubo, mentiu sobre o violento ataque e deu uma declaração falsa a seu seguro".

A denúncia considera que essas declarações são "um ato de difamação", motivo pelo qual Kardashian, de 35, pede a abertura de um processo e uma indenização.

Na madrugada de 3 de outubro, Kim Kardashian foi atacada, amarrada e roubada por cinco homens em um luxuoso hotel de Paris. Entre as joias levadas, está um anel avaliado em mais de quatro milhões de dólares.

Uma fonte próxima da investigação disse nesta terça-feira à AFP que diferentes amostras de DNA foram encontradas no apartamento, onde aconteceram os fatos. O material está sendo analisado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos