May permitirá que Parlamento examine o Brexit sem votá-lo

Londres, 12 Out 2016 (AFP) - A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou, coincidindo com um debate nesta quarta-feira na Câmara dos Comuns, que permitirá que o Parlamento examine seu plano para o Brexit, mas sem votar sobre a saída.

Este anúncio aliviou a pressão sobre a libra, que ganhou um pouco de espaço nesta quarta-feira após uma semana de quedas acentuadas pelo medo de um divórcio puro e duro com a União Europeia, que deixaria o Reino Unido sem acesso ao mercado único por seu desejo de controlar a imigração europeia.

May não deu nenhum sinal de que mudará sua posição inicial e permitir que os deputados, majoritariamente pró-europeus, votem sobre a invocação do Artigo 50 do Tratado europeu de Lisboa, que marcará o início das negociações de saída da UE, ou sobre os pontos de sua estratégia negociadora.

Apesar disso, a oposição trabalhista saudou o anúncio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos