Ao menos 32 mortos em naufrágio de balsa em Mianmar

Yangon, 17 Out 2016 (AFP) - O naufrágio de uma balsa em Mianmar no fim de semana deixou ao menos 32 mortos e dezenas de desaparecidos, incluindo muito estudantes que retornavam para casa após um feriado budista, anunciaram as autoridades.

"Encontramos 32 corpos", afirmou à AFP Sa Willy Frient, coordenador das operações de resgate.

O balanço pode aumentar consideravelmente após a operação de desencalhe da embarcação, afirmou Willy Frient.

No total, 154 pessoas foram resgatadas, mas as equipes de emergência temem que o número de mortos alcance a marca de 100.

Sa Willy Frient afirmou não saber o número de pessoas a bordo, mas calculou 250, quando o máximo permitido era de 150.

A balsa afundou no sábado no rio Chindwin, durante uma viagem entre Homalin e Monywa, centro do país.

Entre os passageiros estavam muitos estudantes e professores que retornavam para casa após o festival de Thadingyut, durante o qual os budistas acendem lanternas de papel e velas para homenagear Buda.

Quatro integrantes da tripulação foram detidos. As autoridades procuram outro integrante da equipe e o proprietário da embarcação.

Os naufrágios são frequentes em Mianmar. Muitas pessoas vivem ao longo da costa ou em residências fluviais e dependem de balsas em péssimo estado de conservação.

Ao menos 21 pessoas, incluindo nove crianças, morreram em abril no naufrágio de uma embarcação na costa do estado de Rakhin.

zz-cah-dth/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos