Comissária afirma que não assinar acordo com o Canadá deixaria a UE em situação difícil

Luxemburgo, 18 Out 2016 (AFP) - A comissária europeia do Comércio, Cecilia Malmström, advertiu nesta terça-feira para as consequências à credibilidade da União Europeia (UE) caso o bloco não assine o acordo de livre comércio com o Canadá (CETA), sobre a qual pesa atualmente o veto da região belga de Valônia.

"Seria uma situação muito, muito difícil, caso não consigamos assinar um acordo muito bom com um país como o Canadá, um de nossos aliados mais próximos", afirmou Malmström antes de uma reunião de ministros europeus do Comércio Internacional em Luxemburgo.

As autoridades europeias deveriam, a princípio, aprovar na reunião o acordo de livre comércio com o Canadá, antes da assinatura definitiva em Bruxelas em 27 de outubro, mas a oposição da região belga da Valônia forçou o adiamento.

Malmström explicou que o bloco trabalhou "muito intensamente nos últimos dias" com os políticos da região da Valônia para tentar compreender suas preocupações e tentar convencê-los.

"Ainda não conseguimos", disse.

Mas ela se mostrou otimista a respeito de uma assinatura do tratado comercial com o governo canadense em 27 de outubro em Bruxelas, como estava previsto.

A aprovação prévia do bloco europeu pode ser anunciada pelos chefes de Estado e de Governo europeus em uma reunião de cúpula na capital belga no final de semana, informou o chanceler belga Didier Reynders, partidário do CETA.

O CETA, negociado durante sete anos, prevê a supressão das taxas de importação entre a UE e o Canadá para quase todos os produtos, exceto alguns produtos agrícolas, criando um espaço de livre comércio de quase 550 milhões de habitantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos