'Declínio catastrófico' de gorilas na RDC, devastada pela guerra

Miami, 19 Out 2016 (AFP) - Uma espécie de gorila em perigo crítico na República Democrática do Congo, devastada pela guerra, perdeu mais de três quartos da sua população e corre o risco de desaparecer nos próximos cinco anos, alertaram pesquisadores na quarta-feira.

Hoje restam apenas 3.800 exemplares do gorila de Grauer (Gorilla beringei graueri) em estado selvagem, segundo um estudo publicado na revista científica PLOS ONE, que descreve o "declínio catastrófico" dos maiores primatas do mundo.

Antes da guerra civil que começou em 1996 no antigo Zaire, havia 16.900 destes gorilas.

"Embora nós soubéssemos que o gorila de Grauer estava em apuros, ninguém tinha percebido o quanto eles tinham diminuído", disse o autor principal do estudo, Andrew Plumptre, da Wildlife Conservation Society.

Com o conflito, que dificultou a contagem dos gorilas, mineiros armados começaram a caçar gorilas em busca da carne de animais selvagens.

Estes grandes macacos foram uma das duas subespécies de gorilas orientais que em setembro foram classificadas como em perigo crítico - a categoria de maior risco - na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

A população da outra subespécie, conhecida como gorila do oriente (Gorilla beringei), caiu para 5.000 exemplares.

Algumas estratégias para salvar a espécie poderiam incluir a proibição da mineração em áreas protegidas e incentivar os militares a protegerem a vida selvagem, disseram os pesquisadores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos