EUA tentam aparar divergências que ameaçam avanço sobre Mossul

Washington, 20 Out 2016 (AFP) - Funcionários americanos tentavam nesta quarta-feira acabar com os desentendimentos entre Bagdá e Ancara que ameaçam obstruir o elaborado plano para recuperar a cidade iraquiana de Mossul, em poder do grupo Estado Islâmico (EI).

Os funcionários temem que a guerra retórica entre Turquia e o governo iraquiano acabe com o frágil acordo para manter grupos sectários e milícias étnicas fora do centro de Mossul.

"Há muita tensão e a retórica pública se descontrolou um pouco", disse à AFP um alto funcionário do governo americano. "É um cenário muito perturbador".

O secretário de Defesa, Ash Carter, visitará a Turquia na sexta-feira para garantir que o plano para Mossul segue vigente.

A esperada operação para recuperar Mossul teve início na segunda-feira e promete exigir meses de combates.

"Estamos tratando de garantir que estas tensões não gerarão uma situação tão caótica que apague o sucesso militar", declarou o funcionário.

Um vasto leque de grupos étnicos e sectários já disputam a influência sobre a cidade "no dia seguinte" à queda do EI.

Washington obteve um acordo entre as poderosas milícias xiitas e curdas concentradas nos subúrbios da cidade, de maioria sunita, com a esperança de evitar mais derramamento de sangue.

A Anistia Internacional acusa os paramilitares xiitas de cometer crimes de guerra durante a reconquista de Tikrit das mãos do EI, incluindo tortura e execução de civis.

O Exército regular iraquiano será o encarregado de liderar a tomada de Mossul, mas a Turquia teme a influência da milícia curda e das forças xiitas - apoiadas pelo Irã - na região.

Ancara enviou 700 soldados para Bashiqa, no norte do Iraque, o que provocou a imediata reação do premier iraquiano, Haider al-Abadi, que denunciou a violação da soberania e exigiu a retirada das tropas turcas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos