EUA: Trump se recusa a dizer se respeitará resultado da eleição

Las Vegas, Estados Unidos, 20 Out 2016 (AFP) - O candidato republicano, Donald Trump, evitou se comprometer no debate desta quarta-feira (19), em Las Vegas, sobre se aceitará o resultado das eleições presidenciais de 8 de novembro nos Estados Unidos, alegando que estudará a questão quando chegar a hora.

"Verei isso no momento oportuno, mas o que vi até agora é muito ruim", desconversou Trump, que vem insistindo em seus discursos dos últimos dias em que as eleições estão sendo "manipuladas" para garantir a vitória de sua oponente, a democrata Hillary Clinton.

Na visão de Trump, a imprensa é um dos problemas mais graves: "a imprensa é tão desonesta e tão corrupta, e envenenaram a mente dos eleitores. Felizmente, acho que os eleitores estão vendo além".

Uma indignada Hillary Clinton disse se sentir "horrorizada" de ter diante dela um adversário em uma campanha eleitoral que não acredita no sistema eleitoral.

"Vamos ser claros sobre o que ele está dizendo e o que isso significa. Ele está denegrindo e levando nossa democracia para baixo. Eu me sinto horrorizada que alguém que seja candidato por um dos dois maiores partidos do país adote uma posição como essa", atacou Hillary.

"Essa não é a forma como nossa democracia funciona", declarou, apontando que os candidatos "aceitam os resultados, mesmo quando não nos agrada. É o que devemos esperar de qualquer um que esteja nesse debate".

Diante da insistência do moderador sobre se aceitará os resultados, em caso de derrota, Trump voltou a responder de forma lacônica: "manterei você em suspense, ok?".

"Isso é assustador", insistiu Hillary.

Depois de Trump usar declarações do ex-adversário da democrata nas prévias do partido, o senador Bernie Sanders, e de seu chefe de campanha John Podesta contra a própria Hillary, ela rebateu: "você deveria perguntar a Bernie Sanders quem ele está apoiando".

"Ele disse que você é a pessoa mais perigosa para disputar a Presidência na História moderna da América. Eu acho que ele está certo", completou, encerrando um duro debate sobre a adequação e capacidade de cada um para servir como presidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos