Na Casa Branca, Trump seria 'marionete' de Putin, diz Hillary

Las Vegas, Estados Unidos, 20 Out 2016 (AFP) - O candidato republicano, Donald Trump, é uma "marionete" do presidente russo, Vladimir Putin, afirmou a democrata Hillary Clinton no terceiro e último debate da campanha americana, nesta quarta-feira (19).

Em um momento da discussão, Trump disse que terá melhores relações com Moscou, porque "Putin, de tudo que eu vejo, não tem qualquer respeito por essa pessoa", em referência a Hillary.

Irônica, a democrata respondeu: "bom, isso é porque ele prefere ter uma marionete como presidente dos Estados Unidos".

A ex-secretária de Estado indicou que "17 agências americanas de Inteligência" responsabilizaram a Rússia por "hackear" e-mails americanos e repassar essa informação para a plataforma WikiLeaks.

"Eles hackearam sites americanos, contas americanas de e-mail de pessoas privadas, de instituições", listou.

"Então, deram essa informação para o WikiLeaks com o objetivo de colocar isso na Internet", denunciou.

Ao ser desafiado por Hillary a condenar a iniciativa russa, Trump afirmou que, embora condenasse as invasões de e-mails, "ela não tem ideia se foi Rússia, ou China, ou alguém mais".

Trump também minimizou a importância dos relatórios de Inteligência. "Nosso país não tem ideia", disse ele.

"Nunca vi Putin. Não é meu amigo", desconversou Trump. Ainda assim, "se Rússia e Estados Unidos se derem bem, isso seria bom".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos