Obra de arte com Mujica e mulher retratados como Adão e Eva causa polêmica no Uruguai

Em Montevidéu

  • imgur/Reprodução

    "Génesis Uruguay", obra do artista Julio De Sosa

    "Génesis Uruguay", obra do artista Julio De Sosa

Uma pintura na qual o ex-presidente uruguaio José Mujica e sua mulher, Lucía Topolansky, aparecem nus como Adão e Eva, causou polêmica no país ao ser retirada de uma exposição depois que a polícia foi à galeria de arte onde estava sendo exibida.

O quadro "Génesis Uruguay", do artista plástico Julio de Sosa, 37 anos, mostra dois personagens com os rostos de Mujica e Topolansky, ambos tapados da cintura para baixo com folhas e ela segurando uma maçã com a mão direita.

Manuela, a cadela do ex-presidente, também aparece em um canto da tela.

O delegado de Montevidéu "nos pediu delicadamente que a obra não ficasse exposta ao público", explicou a galerista Diana Saravia, da galeria que leva seu nome e onde a obra estava sendo exibida.

Fontes do Ministério do Interior disseram à AFP que a polícia esteve no lugar após a Delegacia de Montevidéu receber várias "queixas" por telefone.

Os agentes levaram à galerista uma solicitação dos dois políticos, Mujica e Topolansky, de que o quadro deixasse de seu exibido, o que finalmente aconteceu sem que houvesse uma denúncia formal.

"É uma obra de arte, é uma criação. O artista a criou livremente" e "em nenhum momento foi concebida para ferir ou agredir. É como uma homenagem que o artista faz", disse Saravia.

Mujica, que atualmente é senador, disse nesta quinta-feira a um jornal local: "Eles têm direito a ganhar alguns pesos, mas acho que as coisas têm um limite".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos