Atentado contra central elétrica mata 16 pessoas no Iraque

Kirkuk, Iraque, 21 Out 2016 (AFP) - Um atentado contra uma central elétrica em construção na província iraquiana de Kirkuk provocou a morte de 16 pessoas na manhã desta sexta-feira, poucas horas depois de vários ataques de homens-bomba contra prédios do governo na cidade de mesmo nome, controlada pelos curdos.

Os ataques foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

No início da semana, as forças iraquianas e curdas iniciaram uma grande ofensiva para expulsar o EI da cidade de Mossul, grande reduto do grupo na região norte do Iraque.

O ataque contra a central elétrica em construção foi executado por três homens-bomba às 6H00 locais em Dibis, uma cidade a 40 km de Kirkuk.

Doze funcionários iraquianos e quatro técnicos iranianos morreram, informou o prefeito da cidade, Abdullah Nureddin al-Salehi. A central estava sendo construída por uma empresa do Irã.

De acordo com o prefeito, o ataque provocou confrontos entre as forças de segurança e os terroristas. Um dos criminosos foi morto antes de conseguir detonar seus explosivos. Os outros dois conseguiram ativar os coletes com bombas quando se viram cercados.

Poucas horas antes, durante a madrugada, homens armados e com explosivos presos ao corpo atacaram vários edifícios do governo em Kirkuk, uma cidade multiétnica que fica 240 km ao norte de Bagdá e controlada pelas forças curdas.

Uma fonte do serviço de inteligência afirmou que quatro homens-bomba atacaram o principal quartel-general da polícia, postos de controle e patrulhas ao redor da cidade.

"As forças de segurança conseguiram matar um dos criminosos e os outros três detonaram seus explosivos", disse a fonte.

str-sf/fp

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos