Jovem brasileiro confessou ter matado família na Espanha (imprensa)

Madri, 21 Out 2016 (AFP) - O jovem brasileiro suspeito de assassinar quatro parentes na Espanha confessou aos investigadores da Guarda Civil que é o autor material dos crimes, afirmavam vários meios de comunicação espanhóis nesta sexta-feira.

François Patrick Nogueira Gouveia, suspeito de esquartejar em agosto seu tio e sua tia e matar os dois filhos pequenos do casal, depôs na quinta e nesta sexta-feira ante a Guarda Civil, que investiga os crimes cometidos em Pioz, 60 km a leste de Madri.

O jovem viajou na quarta-feira do Brasil para se entregar voluntariamente, depois que a Guarda Civil afirmou ter provas indiscutíveis de seu envolvimento no crime.

Na tarde desta sexta-feira estava depondo perante um juiz de instrução em Guadalajara, perto de Pioz.

Segundo o jornal El País, o jovem de 19 anos detalhou todos os fatos com grande frieza aos investigadores.

O jornal El Español, que teve acesso ao processo, também relata que François Patrick Nogueira mostrou um comportamento agressivo nos quatro meses em que conviveu com seu tio Marcos Campos, sua tia Janaína Santos Américo e seus primos na localidade de Torrejón de Ardoz, a leste de Madri.

O El Español afirma que "Patrick estava irritado com seu tio porque ele não quis que fosse viver com eles em Pioz". E isso "por oposição de Janaína, devido à perseguição pessoal que ela estava sendo submetida por Patrick, unida aos repetitivos episódios psicóticos que ele sofria".

Em declarações à imprensa na quinta-feira, o ministro espanhol do Interior, Jorge Fernández Diaz, disse que os investigadores têm provas esmagadoras contra o jovem, originário da Paraíba.

Entre elas, o ministro falou de "dados de DNA que apareceram na casa de Pioz, de uma gota de suor até impressões digitais na fita que utilizou para fechar os sacos que continham os corpos do casal e de seus filhos".

A Guarda Civil encontrou em sacos plásticos os cadáveres dos quatro no dia 18 de setembro, depois que um vizinho alertou para o mau cheiro que emanava da casa na qual Marcos Campos e sua família viviam.

François Patrick planejava voltar ao Brasil no dia 16 de de novembro, mas um dia após esta descoberta macabra mudou sua passagem de avião abruptamente para retornar ao Brasil no dia 20 de setembro.

Segundo os investigadores, a geolocalização do telefone celular do jovem o situa na casa de Pioz no dia em que acredita-se que o crime tenha sido cometido, 17 de agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos