Mais de 80 migrantes resgatados na costa do Chipre

Nicósia, 21 Out 2016 (AFP) - Mais de 80 migrantes, em sua maioria mulheres e crianças, foram resgatados da costa do Chipre nesta sexta-feira depois que o motor de seu barco registrou uma avaria, anunciaram as autoridades.

Os serviços de emergência forneceram os primeiros socorros, comida, água e cobertores a 83 migrantes depois que o barco foi rebocado para o noroeste do país, próximo à localidade de Paphos. As autoridades suspeitam que os migrantes procedem da Síria.

Entre os resgatados pela Guarda Costeira cipriota estavam 37 crianças, 14 mulheres e 32 homens, informou a polícia. Todos estavam em bom estado de saúde.

Uma mulher grávida foi levada para o hospital como medida de precaução.

A polícia interrogou um adulto de cada família e preparou um centro de recepção de migrantes na região de Nicosia.

O barco partiu de Mersin, na Turquia, na quarta-feira à noite e chegou às águas cipriotas na manhã desta sexta-feira, quando o capitão abandonou a embarcação após um problema no motor.

Ao que parece, o capitão fugiu em outro barco, segundo a agência oficial de notícias do Chipre. Os migrantes teriam pago entre 3.000 e 10.000 dólares cada aos traficantes.

O Chipre, membro da União Europeia, fica a apenas 100 quilômetros das costas da Síria, mas até o momento não recebeu um grande fluxo de refugiados.

O litoral de Paphos, no entanto, é alvo dos traficantes que operam a partir da Turquia. Em setembro, a polícia localizou 50 migrantes sírios na região.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos