ONU abre investigação sobre trágico ataque a comboio humanitário na Síria

Nações Unidas, Estados Unidos, 21 Out 2016 (AFP) - As Nações Unidas (ONU) estabeleceram uma investigação "interna e independente" sobre um ataque no mês passado a um comboio de ajuda humanitária na Síria no qual morreram pelo menos 18 pessoas, disse nesta sexta-feira o porta-voz Stephane Dujarric.

A junta começará seus trabalhos na próxima semana e será conduzida pelo tenente-general Abhijit Guha, indicou o porta-voz do secretário-geral Ban Ki-Moon em um comunicado.

Este comitê especial apresentará seus resultados diretamente Ban, que vai "revisar o informe e decidir quais são os passos a seguir".

O secretário-geral "pede a todas as partes para cooperar plenamente com o comitê", afirmou seu porta-voz.

A ONU tinha anunciado em 30 de setembro que planejava formar uma junta encarregada de investigar o incidente.

O ataque de 19 de setembro a um comboio humanitário misto da ONU e do Crescente Vermelho sírio-árabe na província setentrional de Aleppo deixou pelo menos 18 mortos - inclusive um membro da segunda organização - e destruiu pelo menos 18 dos 31 veículos de assistência.

Washington expressou, então, sua indignação pelo ataque e o atribuiu à Rússia, que negou sua responsabilidade no mesmo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos