Jornalista iraquiano morre ao cobrir ofensiva militar em Mossul

Bagdá, 22 Out 2016 (AFP) - Um jornalista iraquiano de televisão morreu neste sábado quando trabalhava na cobertura da ofensiva militar das forças de segurança para retomar a cidade de Mossul do grupo extremista Estado Islâmico (EI), anunciou o canal Al Sumaria TV.

O jovem repórter morreu quando cobria a batalha perto da localidade de Al-Shura, ao sul de Mossul, informou a emissora em seu site oficial.

Este é o segundo jornalista iraquiano morto em dois dias. Na sexta-feira, um profissional do canal turcomano Ili faleceu ao ser atingido por um atirador do EI em Kirkuk, onde prosseguem os confrontos.

O grupo EI assumiu o controle de Mossul em junho de 2014 e instaurou um autoproclamado califado em territórios ocupados entre o Iraque e a Síria.

As forças de segurança iraquianas iniciaram na segunda-feira uma grande ofensiva para recuperar a cidade, atual reduto do EI e segunda maior metrópole do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos