Rússia acusa coalizão internacional de "crimes de guerra" no Iraque

Moscou, 22 Out 2016 (AFP) - O exército russo acusou neste sábado a coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos de "crimes de guerra" em seus bombardeios no Iraque após a morte de civis perto da cidade de Kirkuk, norte do país.

Em um comunicado, o porta-voz do exército, Igor Konashenkov, denuncia um bombardeio da coalizão contra a cidade de Dakuk, perto de Kirkuk, na sexta-feira, que, segundo ele, matou "dezenas de civis, incluindo mulheres e crianças

"Observamos em várias ocasiões que estes bombardeios mortais (...), que apresentam todas as características dos crimes de guerra, se convertem praticamente em uma rotina diária para a aviação da coalizão internacional", afirma no comunicado.

Na opinião do porta-voz "com muita frequência, os casamentos, procissões funerárias, hospitais, delegacias e comboios humanitários sofrem os ataques da coalizão".

A União Europeia e em particular o presidente francês, François Hollande, acusaram nos últimos dias a Rússia de "crimes de guerra" em seus ataques contra a cidade de Aleppo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos