Esposa de 'El Chapo' Guzmán discute com CIDH situação do traficante

Washington, 27 Out 2016 (AFP) - A mexicana Emma Coronel, esposa do narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán, discutiu nesta quinta-feira com integrantes da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) a situação de saúde de seu marido, que está detido em Ciudad Juárez (norte do México).

Nas reuniões que Coronel participou na sede da CIDH em Washington, disse: "trouxemos mais informações, incluindo perícias que foram feitas no mês passado" e que mostram que Guzmán sofre de depressão.

A esposa de Guzmán revelou que ela e seus advogados mantêm contato regular com a CIDH através de e-mail, e que as reuniões desta quinta-feira tinham por objetivo "perguntar como vai a situação e fornecer o parecer psicológico".

Coronel disse que se sentia muito satisfeita pelos encontros com funcionários da CIDH, e negou que tenha pedido à entidade que interceda para bloquear a extradição de seu marido aos Estados Unidos.

As reuniões, acrescentou, se limitaram "à questão de sua saúde, e para ver o que pode ser feito para que parem com a tortura psicológica que estão fazendo com ele".

Os advogados de Coronel haviam pedido em 11 de maio deste ano à CIDH a emissão de uma medida cautelar em benefício de Guzmán, por preocupações sobre sua saúde, vida e integridade pessoal.

Em junho, os advogados também protocolaram uma petição formal ante a CIDH por suposta violação ao devido processo penal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos