Ross Brawn afirma que Schumacher mostra "sinais encorajadores"

Londres, 3 Nov 2016 (AFP) - O ex-campeão mundial de F1 Michael Schumacher mostra "sinais encorajadores" em sua recuperação do grave acidente de esqui que o deixou em coma durante meses, testemunhou Ross Brawn, ex-diretor da Ferrari e hoje na Mercedes.

"A família optou por não falar da situação de Michael e eu respeito isso", explicou Brawn à emissora inglesa BBC, nesta quinta-feira. "Há sinais encorajadores e rezamos a cada dia para que vejamos mais deles. É complicado dizer mais, eu respeito a decisão tomada pela família".

"Há muita especulação sobre a situação de Michael e a maioria é falsa. Rezamos todos os dias para continuar vendo progresso e ver Michael recuperado", concluiu Brawn, que acompanhou Schumacher ao longo da carreira do piloto.

O heptacampeão do mundo foi vítima de um grave traumatismo craniano após um acidente de esqui em 29 de dezembro de 2013, nos Alpes franceses.

Após vários meses em coma induzido, Schumacher pôde deixar o hospital para se instalar em sua casa na Suíça, em setembro de 2014.

thw/dj/adc/sk/am

FERRARI NV

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos