EUA confirmam um americano morto em tiroteio numa base na Jordânia

Washington, 4 Nov 2016 (AFP) - Um militar americano morreu nesta sexta-feira no lado de fora de uma base de treinamentos na Jordânia, informou um funcionário da defesa americana, depois que as Forças Armadas jordanianas informaram sobre a morte de dois instrutores americanos.

"Um militar americano foi morto e outros dois ficaram feridos com gravidade, quando se aproximavam da instalação", indicou o funcionário.

"Os feridos foram levados para o hospital Rei Hussein, em Amã", acrescentou.

Segundo a primeira versão, do exército jordaniano, dois instrutores americanos morreram e outro ficou ferido por disparos de militares jordanianos na entrada de uma base aérea no sul do reino.

Segundo o comunicado militar, os instrutores estavam em um carro e ignoraram as ordens dos guardas, que pediram que estacionassem, o que deu início ao tiroteio.

Um oficial jordaniano também teria ficado ferido.

O exército jordaniano indicou ter aberto uma investigação para determinar as causas do incidente ocorridona base aérea príncipe Faisal, em Al Jafr.

A embaixada dos Estados Unidos, contactada pela AFP, não quis fazer comentários.

Em novembro de 2015, dois instrutores americano e um sul-africano morreram por disparos de um policial jordaniano em um centro de treinamento da polícia em Amã.

A Jordânia, um dos principais aliados de Washington na região, mantém estreitas relações com os Estados Unidos, em particular no setor militar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos