Trump é retirado brevemente do palco por falso alerta em Nevada

O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, foi retirado brevemente do palco por agentes de segurança no sábado durante um ato de campanha em Reno, Nevada (oeste dos Estados Unidos), após um falso alerta neste domingo (6).

Segundo o Serviço Secreto, encarregado da segurança do presidente americano e dos candidatos à Casa Branca, um homem, que gritou "arma" no meio da multidão, foi detido imediatamente, mas nenhuma arma foi encontrada no local.

Foi aberta uma investigação para determinar as circunstâncias exatas do incidente.

Trump, de 70 anos, reapareceu minutos depois diante da agitação de seus partidários, declarando: "Ninguém disse que seria fácil para nós, quero agradecer ao Serviço Secreto. Esses caras são fantásticos".

Em imagens de televisão foi possível ver o suspeito ser imobilizado no chão por policiais, e depois revistado, antes de ser retirado do local, cercado por agentes armados.

O homem, que foi colocado em liberdade rapidamente e disse ser republicano, explicou à rede de televisão NBC News que não estava armado e que segurava apenas um cartaz com a frase "Os republicanos contra Trump", mensagem que se refere à oposição ao candidato dentro de seu próprio partido.

O homem diz ter sido jogado no chão por partidários de Trump que o cercavam e que começaram a espancá-lo, antes de alguém gritar "arma" e os serviços de segurança agirem.

O candidato republicano, que enfrenta a democrata Hillary Clinton na eleição de terça-feira, divulgou posteriormente um comunicado no qual agradece ao Serviço Secreto por sua "resposta rápida e profissional", assim como às "milhares de pessoas presentes por seu incrível apoio".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos