Trump, no olho do furacão nas últimas horas de campanha

Raleigh, Estados Unidos, 8 Nov 2016 (AFP) - Donald Trump se lançou, nesta segunda-feira (7), no último dia da campanha presidencial mais selvagem da qual se tem recordação, desesperado por persuadir os americanos que estarão melhor com um 'outsider' do que com uma favorita do estabilhsment como Hillary Clinton.

Depois de ter cruzado sete estados no domingo, o bilionário começou seu dia de cálculos políticos na Flórida, o estado do sudeste que, junto com Ohio, poderia proporcioná-lo a vitória ou afundá-lo na terça-feira.

"Quem acreditaria nisto?" - perguntou Trump diante dos 4.000 adeptos que se aproximaram para vê-lo em Sarasota, Flórida, em referência a sua odisseia de 18 meses em busca da Casa Branca. "Sim, foi uma campanha" - acrescentou.

Dos estados que abrigam essas cidades - Colorado, Iowa, Minnesota, Michigan, Pensilvânia e Virgínia -, somente Iowa se inclina pelo Partido Republicano, um sinal de que Trump tenta conquistar o último suspiro territórios democratas para dar a surpresa.

"Estamos liderando na Carolina do Norte. Estamos muito, muito bem na Pensilvânia", insistiu, aumentando sua hipérbole à medida que no relógio chega a terça-feira.

"Meus resultados nas pesquisas estão no topo", acrescentou.

Em meio a informações que conselheiros e equipe de campanha choram nos bastidores nos últimos dias da corrida, a resistência da campanha do magnata imobiliário de Manhattan, de 70 anos, é extraordinária.

Trump percorreu no sábado cerca de 7.240 km a bordo de seu Boeing 757, e outros 4.800 no domingo, quando zombou dos jornalistas cansados que viajavam com ele.

O sonho da Flórida Não há dúvida de que a Flórida é fundamental para Trump. Os eleitores homens brancos se alinharam - segundo as pesquisas - por trás do aspirante republicano, que contudo sofre com os hispânicos e as mulheres, que fazem parte de um bloco de eleitores cada vez mais influentes neste estado-chave.

Trump insistiu que conseguirá entre o eleitorado feminino resultado muito melhor do que o previsto pelas pesquisas.

Com as excentricidades exibidas nas últimas horas da campanha, o candidato chamou uma pessoa da multidão que usava uma máscara com seu rosto, em Sarasota.

"Belo cabelo", disse Trump enquanto segurava a máscara.

O candidato republicano fez o segundo comício do dia em Raleigh, Carolina do Norte, onde conta com uma estreitíssima vantagem.

Clinton poderá recuperar o terreno ao destacar que o FBI sepultou a possibilidade de apresentar acusações contra ela por usar um servidor privado de e-mail quando era secretária de Estado.

Trump renovou sua proclamação de que "o sistema está totalmente manipulado" e que os Estados Unidos são "piada" global devido ao escândalo do e-mail.

"Corresponde ao povo americano fazer amanhã justiça nas urnas", disse.

Kathy Smith, dona de uma empresa de construção, declarou estar emocionada mas nervosa pelo último dia antes da eleição.

"Muitos parecem ter renunciado a Trump, mas eu não. Só creio que as pessoas vão sair amanhã e votar por ele", disse à AFP enquanto esperava no final da fila no evento de Raleigh.

"Hillary é uma pessoa horrível. Mentiu e enganou", acrescentou.

Trump se dirigiu depois à cidade de Scranton, Pensilvânia, onde Cliton tem raízes familiares, mas onde o republicano conta com o apoio da classe operária.

Hillary terá na Pensilvânia um grande encerramento de campanha, com a presença do presidente Barack Obama e a primeira dama, Michelle, assim como de seu marido, o ex-presidente Bill Clinton, e o ídolo do rock Bruce Springsteen.

Não há descanso para a campanha, que continua em Manchester, New Hampshire, em uma concentração na enorme sala Southern New Hampshire University (SNHU), local do ato final de Romney em 2012.

Trump conclui seu furacão em Grand Rapids, Michigan, um estado onde é pouco provável que ganhe, segundo as pesquisas.

Mas sua equipe expressou confiança e espera que o entusiasmo dos eleitores o coloque no topo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos