Americanos anti-Trump buscam refúgio no Canadá

Montreal, 9 Nov 2016 (AFP) - O Canadá se transformará em um refúgio anti-Trump? A retumbante vitória do bilionário populista multiplicou o interesse dos americanos, inclusive de estrelas de Hollywood, que pensam em se mudar para seu vizinho do norte.

As buscas no Google com a frase "moving to Canadá" (mudar para o Canadá) aumentaram 75% desde a noite de terça-feira, o que corrobora que alguns americanos parecem mais decididos do que nunca a fugir para o país de Justin Trudeau.

Nas redes sociais, o frenesi passava do humor à seriedade. Muitos americanos trocaram informações sobre os trâmites necessários para emigrar e os canadenses se divertiam diante dessas reações.

"Sintam-se livres para mudar para o Canadá. Temos a poutine (prato tradicional de Québec), o xarope de maple e o lado bom das cataratas do Niágra", escrever Julia Wild no Twitter. A hashtag #movingtoCanada era uma das mais populares nesta quarta-feira.

Sinal desse interesse crescente pelo Canadá, o site do Ministério de Migração não funcionou por várias horas na noite na terça-feira, à medida que se confirmava a vitória de Trump.

Anônimos e celebridades, centenas de americanos prometeram se mudar para o outro lado da fronteira se o candidato republicano ganhasse. As agências consultadas confirmaram que recebem mais solicitações por parte de americanos.

Terá que ver quando passam de fato.

Hollywood, muito comprometida com Hillary Clinton, poderá perder algumas de suas personalidades mais conhecidas.

O herói da série Breaking Bad, Bryan Cranston, assim como Chloe Sevigny, Keegan-Michael Key, Neve Campbell e a autora da série Girls, Lena Dunham, haviam anunciado que deixariam os Estados Unidos se Trump ganhasse.

"Em cada eleição as pessoas juram que se mudarão para o Canadá se seu candidato não ganhar. Se isso tivesse ocorrido nos últimos tempos, teríamos mais habitantes que os Estados Unidos e, contudo, continuamos representando uma décima parte desta população", disse Trudeau há alguns meses.

A menos que seja um rico investidor, os candidatos a migrar ao Canadá serão tratados como qualquer um. Ou seja, deveram encontrar um emprego antes de conseguir o visto, a menos que tenham parentes no país para argumentar o reagrupamento familiar.

E em todos os casos, deverão se acostumar ao severo inverno que dura a metade do ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos